MENU

19 dezembro 2015

Desmistifica - Xenofobia no Brasil



Falar de xenofobia no Brasil é complicado, nem todos sabem o que é, alguns que sabem dizem que não existe e o resto passa por isso. Eu sou sertaneja, nasci no sertão da Paraíba, numa cidade pequena com poucos habitantes. Meus pais também são sertanejos. Morei lá até meus 5 anos e depois viemos morar na capital da PB, João Pessoa. Desde sempre fui apaixonada por minha região, para mim não existem praias mais bonitas do que as daqui e estrada mais linda do que a da minha cidade natal. Porém, não é isso o que as pessoas que odeiam o nordeste pensam, por isso esse post aqui. Existem xenófobos no nosso País, mas antes de falar deles, você sabe o que é xenofobia?

Xenofobia    

substantivo feminino
desconfiança, temor ou antipatia por pessoas estranhas ao meio daquele que as ajuíza, ou pelo que é incomum ou vem de fora do país; xenofobismo. 



Ou seja, xenofobia é ódio que algumas pessoas de outras partes do País sentem pelos nordestinos. Isso mesmo que você está lendo. E não, eu não estou exagerando. Quer uma prova? Não está acreditando, joga “odeio nordestino” em alguma rede social e você irá ver quantas coisas irão aparecer. Se não quer ver, mostro os prints que tirei dessa. Aqui estão:


Como não me entristecer e me calar diante de tanta ignorância? Tanta falta de respeito com o meu povo? Meu povo que também é povo deles, e eles também são meus. Somos todos de um País só. Não devemos tentar nos diferenciar, separar ou nos odiar. Aqui tem água – mesmo com seca e mesmo não tendo projetos eficazes para diminuir -, aqui as pessoas são limpas, aqui a comida é maravilhosa, aqui tem mulher e homem bonito – aliás, o que é beleza pra essas pessoas? -, aqui paraíba não é ser algo feio como alguns lugares pregam, aqui tem lugares encantadores e aqui é Brasil.

Sim, eu poderia falar do orgulho que eu tenho de ser sertaneja, paraibana e nordestina. Poderia dizer as belezas das praias da minha região, falar do pôr-do-sol encantador que aqui tem. Poderia falar de como é linda a estrada que nos leva até o sertão, de como é lindo o amanhecer do meu sertão, das alegrias que temos no São João, de como é bom acordar com o hino de São João Batista e saber que a noite terá festa. Poderia falar dos escritores maravilhosos nascidos na minha terra, como Augusto dos Anjos ou José Lins do Rego. Aliás, eu poderia falar de Ariano Suassuna e passar anos comentando sobre suas obras encantadoras. Poderia também falar dos artistas musicais que a minha terra criou, daqueles que encantam o Brasil inteiro, como Zé Ramalho, Roberta Miranda ou Herbert Vianna. Sim, aquele de Paralamas do Sucesso. Ele é paraibano! Mas aí, não posso fazer isso diante de toda xenofobia sofrida por mim e pelos meus irmãos nordestinos.


Mas aí, não posso fazer isso diante de toda xenofobia sofrida por mim e pelos meus irmãos nordestinos. Devo colocar todas as minhas palavras para nos defender da imagem que a mídia e os outros fazem nossa.  Afinal, quem aqui nunca percebeu como são os personagens nordestinos nas novelas ou séries de televisão? São os palhaços, os pobres, os burros, os machistas, os atrapalhados e até mesmo os excluídos. É muito difícil você ver um nordestino inteligente em novelas, médico, engenheiro, advogado ou professor. É quase impossível você ver em revistas dicas de roupas ou maquiagens para meninas nordestinas, onde o calor predomina. É pedida exclusão do nordeste do País em redes sociais, nordestinos são chamados de “cabeções” em tweets, ser “paraíba” é uma ofensa para pessoas do sudeste e nós crescemos vendo isso. Será que em pleno 2015, a xenofobia não será discutida? Será que ninguém nos jornais percebe que isso é um problema? Eu gostaria que percebessem. Como eu gostaria!

Por isso peço, com todo amor que há aqui no meu coração, nos ajude a vencer essa luta. A xenofobia existe. Pessoas morrem por isso, pessoas passam por transtornos psicológicos, pessoas se entristecem e se sentem mal devido a esse preconceito. Ser nordeste é ser Brasil e ser Brasil e ser Brasil é ser amor. Vamos dizer não a Xenofobia? 

Acompanhe minhas redes sociais: Instagram | Fanpage | Blog

comentário(s) pelo facebook:

9 comentários:

  1. Amiiiiiiiiga do céu, EU NUNCA tinha pensado em xenofobia dessa forma, com pessoas tendo preconceito pelos nordestinos ou o sul do país tendo preconceito com todo o resto do país...
    Eu estive na enxurrada de ofensas ao seu povo quando Dilma foi eleita aí, eu trabalhava com estatísticas da pobreza no governo Dilma e não aceitava ela ganhar no nordeste, mas, me envergonhei taaaaaaanto lendo o seu post, que nem tenho chão, parece que tomei um tiro na cara e eu mesma disparei.

    Enfim, o que eu mais acho ridículo da parte de quem "odeia" o nordestino é que quando casa, passa a lua de mel no nordeste.
    Quando chamam alguém de Paraiba diminuindo a pessoa é algo tão asqueroso, o Brasil já sofre preconceito por taantos turistas, não tem sentido disseminar isso entre irmãos brasileiros.
    EU AMEI VER A SUA DESMISTIFICAÇÃO, que orgulho dessa coluna ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahaha bem isso, quanto tá de férias quer vir passar a lua de mel no Nordeste, né? É incrível. Muito obrigada por ter gostado, eu fiz com muito carinho e queria taaaaaanto que as pessoas valorizassem mais esse assunto. Obg, mesmo!! <3

      Excluir
  2. Post maravilhoso; Sou baiana, negra e moro na periferia, preconceitos dos mais variados fazem parte de minha vida. Já senti muita revolta, mas agora tenho pena desas pessoas. Sério, elas estão imersas em ignorância e maldade. O Brasil é tão lindo, deveríamos ter orgulho de sua diversidade, não atacá-la!
    Adorei teu blog, se puderem passem no meu cantinho: http://www.umavidaemandamento.blogspot.com/
    Ah, e conheci rapidinho a Paraíba esse ano, quero voltar eita terra linda!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Bahia é lindaaaaa! Acho um dos estados mais lindos do nosso Brasil. Preconceito é horrível, fruto da ignorância de quem o tem. Sempre me entristeço quando falo nesse assunto. Obrigada por ter vindo aqui, de verdade <3

      Excluir
  3. Adorei o post, embora que triste :s

    Ana ♥
    http://aruivablog.blogspot.pt/ N/POST

    ResponderExcluir
  4. Acho q esse texto deveria ser compartilhado mil vezes -calma q ja vou fazer isso quero estampar na timeline da galera- faz um tempinho q eu estava pensando sobre isso, como nós, nordestino, somos ridicularizados na mídia. É um estereótipo tão ridículo q me faz pensar quem são os verdadeiros burros/ignorantes. Uma coisa q fiquei muito indignado em ver aqui em salvador foi q no mercado modelo tinha os "10 mandamentos do baiano" e todos eram falando q o baiano n gosta de trabalhar, so acorda tarde, q so pensa em festa e curtição e a realidade daqui e bem diferente e o pior é q tem gente q comprou isso levou para seu estado e está propagando a imagem ruim daqui. #odio. Bjs,
    Edu!!
    http://www.cotidianocriativo.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo11.1.16

      Foda! Eu já comprei essa camisa de que vc fala e levei p/ SP. Me arrependo! Perdão :(

      Excluir
  5. Anônimo11.1.16

    Oi! Sei bem do que vc fala! Sou carioca, mas fui criado em Maceió e peguei o sotaque nordestino. Quando na adolescência fui morar no interior de SP senti na pele isso, apesar de não ser nordestino, falava como um, e ouvia piadas "do mal" o tempo todo. Não tenho mais sotaque nordestino. Perdi, e adotei o paulistano, haha, acho que foi por causa do trauma! Mas agora moro em Manaus, e percebo que aqui, nós do Sudeste não somos muito bem-vindos e bem vistos! Eles tratam com respeito, mas no fundo nos odeiam! É esse o preço que a gente paga por causa da Xenofobia dos outros! É foda! E olha, não adianta ser preconceituoso com os irmãos brasileiros, devemos nos unir, nos amar, pq lá fora não somos bem recebidos, então não vale a pena! Preconceito nunca vale a pena! Ótimo texto Maíra! Bjosss

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar, responderei você assim que ver o comentário. Beijos de sangue e até breve.